Pulsologia e o Estudo dos Clássicos

pulsologia

Acupuntura e Pulsologia Clássica

Episódio 3# discutindo acupuntura no Estudo dos Clássicos e da Pulsologia

O podscast discutindo acupuntura oferece debates sobre os temas fundamentais da acupuntura no Brasil e no mundo, tanto no campo da regulamentação quanto da pesquisa e da prática clínica. Os debates são gratuitos e podem ser divulgados e reproduzidos livremente. Se quiser você pode assinar o podcast via itunes no botão ao lado.

Nesta conversa com meu amigo Bruno Nothlich, você certamente vai ampliar sua visão sobre a pulsologia e os clássicos da acupuntura. Bruno se destaca pelo seu conhecimento profundo tanto da pulsologia chinesa quanto do estudo dos clássicos da acupuntura, sendo talvez o principal nome no Brasil neste campo. Embora avesso aos títulos de especialistas podemos considerar que Bruno é um mestre na arte da pulsologia pelos seus anos aprofundando os estudos sobre o tema.

Tentando responder às perguntas acerca dos clássicos ou por que os clássicos devem ser lidos e sobretudo relidos é um dos assuntos temas dessa conversa. Só o Mai Jing, clássico da pulsologia, já foi relido por Bruno umas dezenas de vezes.

Para quem não conhece, nosso amigo é um dos mais aguerridos defensores da acupuntura no Brasil como uma prática autônoma e independente. Sua formação em antropologia lhe oferece um viés para compreender a situação da acupuntura diferente das que emergem ciências biomédicas e certamente contribui muito para uma visão mais integrada do campo. Aliás, é no campo das ciências humanas que boa parte da contribuição sobre acupuntura no país e pesquisa acontecem.

Devemos ao Bruno o fórum que perdurou no Orkut chamado “discutindo acupuntura”, que inspirou o nome deste podcast e que foi criado e mantido Bruno. O fórum discutindo acupuntura foi o principal fórum de acupuntura em língua portuguesa, um espaço plural e aberto onde todos nós aprendemos muito e que se manteve democrático e aberto. Coisa extremamente rara hoje em dia com censuras praticadas nos fóruns do FACEBOOK quando discordamos da desinformação praticada.

Tenho certeza que você vai aproveitar as idéias dessa conversa que traz dicas para os iniciantes e temas profundos para os mais experientes apontando para um aprofundamento das conversas sobre acupuntura.

Antecipando alguns dos temas tratados, deixo algumas referências de porque devemos ler os clássicos na resposta de Ítalo Calvino.

 “os clássicos são aqueles livros dos quais, em geral, se ouve dizer: ‘estou relendo…’ e nunca ‘estou lendo…'” e “um clássico é um livro que nunca terminou de dizer aquilo que tinha para dizer”

Fundamentalmente, concordamos, eu e Bruno que nosso campo é vasto e múltiplo e precisamos manter a diversidade de práticas e pesquisas, só assim teremos assegurando no futuro, um campo fértil para a acupuntura no país.

Bruno está oferecendo, algo raríssimo, um curso de pulsologia e diferenciação de síndromes na multiversidade para acupunturistas que queiram se aprofundar. Esta á uma oportunidade de aprender com uma das pessoas mais dedicadas ao estudo da pulsologia no Brasil.

About The Author

Mario Fialho

Mário Fialho é pai do Miguel Luz, professor na multiversidade, clínica e escola em Niterói. Vive dedicado a escrever, ensinar e a cuidar de tudo que é bom, belo e verdadeiro com simplicidade. E agradece a sua visita.

Escreva, sua opinião é muito importante.